fbpx

Tráfego pago x Tráfego orgânico

Você sabe as diferenças entre tráfego pago e tráfego orgânico? Você conhece as melhores estratégias para direcionar leads para seu site nos dois formatos?

Antes de mais nada, é importante destacar que ambas as estratégias são de grande importância para reconhecer sua marca dessa forma, embora seja importante entender a diferença entre elas.

É preciso considerá-las como técnicas complementares para sua empresa.

Dessa forma, você terá um entendimento aprofundado sobre tráfego orgânico, tráfego pago e como usar as melhores estratégias para aumentar as visitas ao seu site.

Quais são as diferenças entre o tráfego pago e tráfego orgânico?

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico, como o nome sugere, acontece de forma espontânea, ou seja, não há investimentos financeiros como no tráfego pago que só funciona quando crédito em dinheiro na ferramenta de anúncios.

Obter um bom tráfego orgânico para o seu site exige trabalho e dedicação ou marketing de conteúdo.

Bem, as visitas que chegam ao seu site ou blog a partir do tráfego orgânico vêm de pesquisas em mecanismos de busca como o Google.

Mas para que seu site apareça entre os primeiros resultados e seja facilmente encontrado pelos usuários online, é importante que ele tenha grande credibilidade.

Essa credibilidade e autoridade são obtidas com a criação de conteúdo relevante no seu site e otimização para SEO.

O segredo do tráfego orgânico

A produção de marketing de conteúdo passa por diversas estratégias. Dentre eles, destaca-se o bom uso e conhecimento das métricas de SEO (Search Engine Optimization) ou Otimização Para Motores de Busca.

Essa estratégia facilita que as pessoas encontrem sua empresa por meio de pesquisas.

Para aplicar as estratégias de SEO, é importante conhecer alguns fatores considerados relevantes pelo Google.

Por exemplo:

  • Uso de palavras-chave relevantes;
  • Bons títulos;
  • link building;
  • Site responsivo e ágil;
  • Urls amigáveis ​​e objetivas;
  • Uso de, entre outras coisas, imagens e vídeos relevantes.

Esses são alguns dos fatores mais importantes, mas foi revelado que para o seu site alcançar os primeiros resultados de busca o Google pode considerar até 200 fatores.

Não se sabe quais são exatamente os 200 fatores, porque essa informação não é liberada pelo Google.

O nome orgânico é usado justamente porque não é necessário rodar anúncios em ferramentas como o Google Ads para mostrar o conteúdo nas primeiras páginas de pesquisa e nem fazer algum tipo de investimento direto para o Google para que isso aconteça.

Mas é necessário fazer alguns investimentos indiretos como a criação de conteúdo relevante no site, ou em primeiro lugar o desenvolvimento de um site bem estruturado, responsivo, fácil de navegar e que seja rápido.

Além disso é necessário fazer otimização de SEO no site, que envolve configurá-lo para que ele apareça de forma legível nas pesquisas.

Isso envolve a configuração do que chamamos de meta título e meta descrição de cada página e cada artigo existente no website.

Fazer uma pesquisa e otimização de palavras-chave para o conteúdo que foi inserido nas páginas ou nos artigos do blog.

Essa configuração interna é chamada de SEO on-page, onde o site é otimizado da melhor forma possível para que ele aparece no Google.

Então é necessário investir em uma agência de marketing digital ou profissional qualificado para realizar todas essas etapas com cuidado.

Além do SEO on-page existem as estratégias de SEO off-page, como link building por exemplo.

Como aumentar o seu tráfego orgânico

Se você já entende o que é tráfego orgânico, então já percebeu que para atrair mais tráfego orgânico, você precisa ter um site atrativo e interessante para seus clientes e potenciais clientes.

A forma mais fácil de fazer isso é trabalhar com o Marketing de Conteúdo e otimização SEO.

Um dos pilares do marketing digital, o marketing de conteúdo faz um esforço de marca para gerar tipos de conteúdos diversos que sejam de alto valor para a sua persona.

Com um planejamento de comunicação integrado entre blog, redes sociais e até mesmo influenciadores gerando conteúdo proprietário de marca, o Marketing de Conteúdo hoje tem uma visão quase que 360º da comunicação de marca, se inserindo em quase todos os momentos quando pensamos em melhorar a visibilidade da nossa marca online. 

Pensando em otimizar os mecanismos de busca como o Google, o SEO usa os melhores termos que seus usuários pesquisam para achar o seu site, colocando-o em melhores posições dentro desses buscadores. 

Tráfego Pago

O tráfego pago, como o nome sugere, exige um investimento financeiro para que os visitantes cheguem ao seu site ou blog.

Tudo isso é feito mostrando links patrocinados para que seu site apareça nas primeiras página de buscadores ou em perfis do Instagram e Facebook.

 Se sua marca deseja ter movimento constante como pessoas entrando em contato ou acessando o seu site é necessário uma estratégia de tráfego pago constante, você precisa de anúncios ativos.

Portanto, essa é uma grande diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico. Por fim, este anúncio patrocinado desaparecerá quando o tempo do anúncio acabar, ou o dinheiro investido.

É assim que os links patrocinados entregam resultados excelentes e rápidos. Mas os resultados não duram tanto quanto o tráfego orgânico.

Porque o tráfego pago está relacionado com quanto sua empresa pode investir por dia.

Por isso, é importante fazer um bom planejamento para definir o orçamento para tráfego pago, considerando sua persona.

Benefícios do tráfego pago

  • Resultados rápidos: Se você busca resultados rápidos, investir em tráfego pago é sem dúvida o melhor caminho. Quando sua campanha estiver em execução seu site consequentemente receberá mais visitantes.
  • Métricas exatas: Análises e relatórios ajudam você a determinar exatamente qual ROI (Return On Investment ou Retorno Sobre o Investimento) seus anúncios estão trazendo. Isso é extremamente importante porque com essas informações é possível entender o que funciona e o que não funciona. Quando você visualiza isso, fica muito mais fácil focar no que é positivo em suas campanhas.

Outra forma de conseguir tráfego é através do e-mail marketing 

O e-mail marketing te permite criar um relacionamento mais próximo e personalizado com o cliente.

Logo depois que você transforma visitantes em leads, essa troca de informações é uma porta aberta para você agregar conteúdo de relevância e valor para esse usuário, com altas chances de convertê-lo em cliente. 

Você também pode usar como estratégia complementar para transformar tráfego pago em leads qualificados e interessados no seu assunto, oferecendo uma newsletter ou peças de marketing online que mostrem uma vantagem para esse possível cliente. 

Quando focar no tráfego orgânico ou tráfego pago?

Idealmente, estratégias de marketing digital são pensadas para otimizar ao máximo o budget (orçamento) disponível.

No entanto, é importante notar que ambos estratégias têm vantagens e desvantagens a serem elencadas em diferentes cenários.

Por isso, é preciso saber qual estratégia trará os melhores resultados – tráfego orgânico ou tráfego pago.

O ideal é diversificar os investimentos, sabendo quando investir em tráfego pago e quando focar em estratégias voltadas para o tráfego orgânico, compondo sua estratégia com as duas opções.

Fatores como orçamento e objetivos de sua empresa no processo de transformação digital, obviamente, fazem toda a diferença.

É importante entender, por exemplo, que ações Google Ads ou Facebook Ads são pontuais e acabam assim que a campanha ou orçamento são finalizados.

Já os resultados de ações de marketing de conteúdo, que geram tráfego orgânico, são mais perenes e trazem mais dados que poderão gerar insights para sua empresa.